Menu

Biomagnetismo - Transtornos intestinais



Sabia que se não dermos atenção para alguns transtornos intestinais, que na maioria das vezes estão diretamente relacionados à produção de neurotransmissores, dificilmente teremos uma melhora permanente de problemas como depressão, ansiedade, pânico e outros?

Muitos de nós já ouvimos dizer que o intestino é nosso segundo cérebro, não é verdade? Pois saiba que muitos pesquisadores defendem que o intestino é na verdade o "primeiro cérebro", no que se refere à produção de neurotransmissores.

Três aspectos estão intimamente relacionados à saúde mental: esses neurotransmissores, a microbiota intestinal e a alimentação.

Hoje falaremos sobre o primeiro, que se refere aos milhões de neurônios existentes no intestino e aos seus mais de 30 tipos de neurotransmissores, incluindo a serotonina, que é responsável pela sensação de bem-estar.

Você sabia que cerca de 90% da serotonina é produzida no seu intestino?

Alguns tipos de tratamentos antidepressivos são feitos por recaptação deste neurotransmissor, e se o paciente não estiver com uma boa função intestinal, o tratamento poderá não surtir o efeito desejado.
Assim, não fica difícil compreender que se você não tiver um sistema gastrointestinal saudável, fatalmente não terá qualidade da sua saúde psicoemocional, não é mesmo?

Um intestino doente e disfuncional afeta seu cérebro, o que por sua vez irá repercutir no seu comportamento e bem-estar mental.

O Biomagnetismo, e outros estudos, relacionam a saúde intestinal a vários quadros neurológicos, como depressão e ansiedade, mencionados anteriormente, além do Autismo, Parkinson e Alzeheimer.
Faça sessões de Biomagnetismo periodicamente para equilibrar o pH do seu intestino, diminua os industrializados, consuma probióticos, se exercite, durma bem e cultive bons padrões de pensamentos. Sua saúde gastro-intestinal-mental, agradecem.

Regiane Oliveira